História escrita por Douglas Félix e desenhada por Maurício Fig.

A ideia desta história era mostrar uma situação de real perigo onde um garoto idealista teria de lidar com a complexidade da criminalidade no Rio de Janeiro.

Conheci o Douglas numa comunidade de desenhistas de quadrinhos, e já havia lido alguns quadrinhos dele. Sendo carioca, e seus roteiros tensos, aproveitei a oportunidade para lhe pedir uma colaboração.

A essência do personagem é de uma pessoa que não se conforma com sua situação e sabe que as coisas podem ser melhores. Sua idade adolescente, no entanto, lhe leva a querer resolver tudo com a força e impulsivamente. Esta história mostra  uma lição sobre prudência.