Ahá! Ninguém dorme no banheiro impune. NINGUÉM!