Particularmente este foi um ano puxado!

Em 2013 encarei um ano em que achei que terminaria destruído, acabado! O corpo sentiu, porém com esses desafios, depois de analisá-los bem e extrair de seu leito rochoso a água pura, renovei o espírito!

Começo o ano já com planos para o ano, algo que sempre almejei, um planejamento (com direito a planilha e tudo o mais)! Vi que podia mais do que achei que podia. Conheci pessoas, experimentei novas alegrias e realizei um sonho. A todos que participaram deste ano comigo, meu muito obrigado pela paciência (às vezes não), pela convivência, pelas lições que vocês me ensinaram.

Sobre a figura, uma singela referência de JC Leyendecker, contemporâneo e colega de Norman Rockwell, dois grandes expoentes da era dourada da ilustração americana. Leyendecker se destacou pelo uso da simbologia nas imagens – muitas tem posturas heroicas, simbolismos clássicos, principalmente em suas ilustrações para o Saturday Evening Post, do qual ilustrou e fez a capa de 322 edições (de 400 que produziu em toda a sua vida).

Nesta figura, sentemo-nos “sobre” o que construímos em 2013. O que construímos com nossos atos? Hoje, resta-nos apreciar o resultado e olhar para o alto procurando inspiração para o ano vindouro, que comecemos a partir do 2013 que construímos, que 2014 seja um ano novo maior e melhor!

Feliz ano novo!